Sede: 239 790 900 |  CTT: 239 714 181

Santo António dos Olivais > Blog > Notícias > HÁ MÚSICA NO JARDIM!

HÁ MÚSICA NO JARDIM!

HÁ MÚSICA NO JARDIM!

HÁ MÚSICA NO JARDIM! conhece a sua sexta edição em 2019. Como sempre, encontro marcado com a música no magnífico anfiteatro ao ar livre, no centro do jardim da Quinta de S. Jerónimo, em Coimbra. Sonoridades diversas apresentam-se no ciclo de concertos, aos sábados, pelas 18h30 ou 21h00. Música clássica, canto tradicional, jazz, fado e música portuguesa vão-se fazer ouvir ao longo do mês de Junho. A entrada é livre. Faça a sua escolha e junte-se a nós!

Organização: Clube Residencial Cidade Jardim e Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais

1 JUNHO| 18H30
ORQUESTRA DE SOPROS E CORO MISTO DO CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE COIMBRA

Maestro: José Pedro Figueiredo

Honras de abertura para a Música Clássica, protagonizada por jovens alunos de música e canto do Conservatório de Música de Coimbra.

A Orquestra de Sopros do Conservatório de Música de Coimbra é constituída por alunos das classes avançadas de madeiras, metais e percussão. Sob a direcção do professor José Pedro Figueiredo, cada um dos quase 70 jovens instrumentistas constrói competências de execução em contexto de orquestra, fundindo o timbre do seu instrumento numa cor orquestral global ou revelando a sua individualidade.

Coro Misto do Conservatório de Música de Coimbra faz parte da componente lectiva do 3º ciclo, tendo desde a sua fundação reunido um grande número de crianças oriundas do Concelho de Coimbra e arredores. Tem participado e colaborado em diferentes iniciativas locais, apresentando repertórios variados e temáticos a capella, com a participação de outras classes instrumentais, nomeadamente a Orquestra de Jazz, Combos, Ensemble de Cordas e Orquestra Clássica.

8 JUNHO | 18H30
GEFAC
“O CANTO DOS DIAS”

 

O Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra (GEFAC) é um Organismo Autónomo da Associação Académica de Coimbra (AAC) desde 1966, tendo vindo a desenvolver um exaustivo trabalho de recolha, tratamento e divulgação do património imaterial português. Uma actividade que se desdobra em diversas vertentes: recolha e pesquisa; tratamento e divulgação das manifestações tradicionais; formação; e concepção de espectáculos originais, dando a conhecer a um público mais vasto o seu saber adquirido e o seu modo de ver e interpretar a cultura tradicional portuguesa.

O Canto dos Dias é um espetáculo musical cujo alinhamento procura trazer ao presente as melodias, ritmos e palavras cantadas que marcaram o tempo quotidiano – o trabalho, a festa, os rituais… – de comunidades rurais portuguesas de diferentes geografias.  Enriquecem-no os figurinos da autoria de Filipa Malva que resultam de um notável trabalho de investigação.

Vídeos em: gefac.pt/espectaculos/tocata/o-canto-dos-dias/

ela associados.

15 JUNHO | 21H00

FILIPE RAPOSO e RITA MARIA

LIVE in OSLO

Com este projeto, o pianista Filipe Raposo e a cantora Rita Maria dão a conhecer uma pequena amostra do universo musical que os inspira. São temas que vão desde a música tradicional ibérico-portuguesa, os grandes standards de jazz, o barroco inglês, o impressionismo francês, a música no cinema e composições originais do próprio duo.

Através deste repertório eclético e inusitado, temas de compositores eruditos e populares, de variadas gerações e diversas origens, são postos lado a lado. Unindo expressividade, subtileza e virtuosismo num trabalho minucioso entre voz e o piano, traçam cuidadosamente novas leituras/narrativas para temas que compõem o seu imaginário musical. Assim, fazia sentido que o primeiro registo discográfico do duo fosse ao vivo. “Rita Maria & Filipe Raposo — Live in Oslo” dá, portanto, também título ao primeiro disco desta inventiva dupla de músicos portugueses. O disco foi gravado ao vivo na sala Cosmopolite em Oslo (Noruega), em Novembro 2017, tem a chancela da Lugre Records e está disponível em todas as plataformas digitais.

22 JUNHO | 21H

AMANHECER – GRUPO DE FADO DE COIMBRA

Eternizam Coimbra a cada verso, a cada acorde. Teimam em reavivar a alma da cidade que lhes marcou a juventude e abriu as portas para o fado. Os Amanhecer nasceram em 2014, no seio da Estudantina Universitária de Coimbra, a mais velha tuna de Portugal.

Gostar de fado foi razão suficiente para criar o grupo, que a cada passo ganhou novos sonhos e objetivos. Hoje, desconhecem o seu fado, mas move-os a certeza de que a canção coimbrã tem de se fazer ouvir e merece ser ouvida, não só pelos estudantes e pelos que já o foram, mas por todos. O fado é muito mais do que histórias de amor e não é só por serenatas que Coimbra fez e faz história.

Três vozes (André Lucas, João Moreno, Pedro Ventura), duas guitarras portuguesas (Diogo Mendes e Rui Freitas) e uma guitarra clássica (João Ferreira) compõem o grupo.

O repertório dos Amanhecer, de originais a interpretações de temas clássicos, aliado à vontade férrea de levarem a sua música mais longe, já os fizeram subir a vários palcos por todo o país, para além dos emblemáticos lugares da cultura académica.

 

Balada a Coimbra é o primeiro álbum dos Amanhecer. Surge para marcar o fim dos “verdes anos” do grupo, que acabou em 2016 o período académico. Homónimo de um dos temas mais badalados da nova geração da música coimbrã, o álbum compila o melhor trabalho dos três anos do grupo.

Os temas dos Amanhecer podem ser escutados no Spotify, em http://spoti.fi/2k4c0n9, ou no canal de YouTube do grupo, em www.bit.ly/amanhecer-balada-a-coimbra.

29 JUNHO | 18H30

ANAQUIM

Os ANAQUIM, são a banda de Coimbra que em 2010 conquistou de imediato o público português com o álbum de estreia “As Vidas dos Outros”.

Com temas e letras actuais pautadas por ironia certeira, os ANAQUIM continuaram o seu percurso acompanhando os tempos com optimismo. Fruto da escuta da obra de nomes como Fausto, Sérgio Godinho e Zeca Afonso, misturam influências internacionais como a canção francesa, a música country ou blue grass num resultado irreverente.

Ao vivo garantem a qualidade, diversidade, boa disposição, interacção e festa.
Em 2018 lançaram  “O Quarto de Anaquim” e um novo espectáculo que levam para a estrada neste ano de 2019.

Neste concerto, os ANAQUIM propõem-se oferecer um fim de tarde diferente, convidando as pessoas para um concerto acústico, intimista, em que os temas da banda serão reinventados e orquestrados de maneira distinta, reservando ao público algumas surpresas.

Os ANAQUIM são José Rebola (compositor e letrista – voz e guitarras), Pedro Ferreira (teclados), Luís Duarte (guitarra), Filipe Ferreira (baixo) e João Santiago (bateria), parceiros de músicas, risadas e quarto.

https://www.youtube.com/anaquimtv