Santo António dos Olivais > Blog > Notícias > Redução da taxa audiovisual e Novos Contadores

Redução da taxa audiovisual e Novos Contadores

Redução da taxa audiovisual e Novos Contadores

Novos contadores digitais inteligentes

A extensão da instalação dos novos contadores digitais inteligentes, integrará todo o território português, sendo a EDP distribuição a responsável pela substituição dos contadores antigos pelos novos. A alteração já começou a ser efetuada, e a previsão aponta para 2020, altura em que cerca de 6 milhões de portugueses terão já instalados estes novos contadores.

A mudança dos equipamentos, será efetuada após o envio de uma carta por parte da EDP distribuição, que enviará a todos os clientes de todas as empresas de eletricidade, um documento com uma data e hora agendadas.

Os novos contadores terão uma função de “telecontagem”, onde será possível o cliente deixar de dar leituras, já que este serviço permite o envio de leituras à distância, evitando estimativas desnecessárias, permitindo poupar na fatura da luz. Alterações contratuais, tais como mudar a potência, o ciclo horário ou até mudar de fornecedor elétrico, será mais fácil, já que não tem de haver deslocação de um técnico ao local. Será possivel detetar anómailias de forma mais rápida e simples com estes novos contadores. Estas alterações, efetuadas à distância serão possíveis, já que estes aparelhos incluem um sistema de redes móveis e internet.

Se o seu contador ainda não foi alterado, ou se pretende mais informações poderá entrar em contacto com a distribuidora através do número 808 100 100. A mudança de contador não apresenta qualquer custo.

Redução da Taxa Audiovisual na fatura da Luz

Têm existido, nos últimos anos, a contestação dos consumidores devido ao pagamento da contribuição da taxa audiovisual que é paga na conta da eletricidade, e também na fatura dos serviços de internet e fibra.

Também de acordo, com a Deco, no setor da eletricidade, e até agora, este imposto é de carácter obrigatório, já que financia o serviço público de televisão. O valor desta taxa atualmente situa-se nos 2,85€ por mês (3,02€ com IVA). Caso a fatura da luz seja bimensal, isto é, a cada 2 meses, o valor a pagar é o dobro.

Atualmente quem receba apoios sociais, terá acesso direto a uma redução deste imposto, passando a pagar apenas 1€ por mês (1,03€ com IVA) da taxa audiovisual, permitindo apoiando os consumidores baixar a conta da luz. Tal como acontece na tarifa social de eletricidade e gás natural, a aplicação deste apoio é efetuada de forma automática pelas empresas de eletricidade, através do cruzamento de dados da Direção-Geral de Energia e Geologia.

Caso os consumidores recebam apoios sociais da segurança social, e verifiquem que a taxa audiovisual está a ser cobrada na totalidade, deverão contactar com o fornecedor elétrico e solicitar que seja efectuado o respetivo desconto. De igual modo, a tarifa social de eletricidade também poderá ser solicitada desta forma.

A a isenção da taxa audiovisual ou a devolução de valores, também é possível, quando nos locais de consumo não se verifique um consumo de energia superior a 400 kwh por mês.